O loop infinito

O loop infinito

“Fotógrafo ‘apaga’ smartphones de imagens para mostrar como a hiper conectividade nos tornou solitários” – Essa manchete aí num portal avulso de notícias mexeu comigo e está reverberando (nossa, que palavra legal!) até hoje na minha cabeça. Minha rotina nos momentos vagos, que chamarei de loop infinito, tem sido Twitter-Instagram-Facebook-YouTube (Snapchat? Estou lutando para não aderir). A gente faz aquela paradinha de 1 minuto, começa a deslizar o dedo e aí vira 1 hora. Quantas vezes não pensei: “Vou assistir uma série”, mas aí os minutos conectados foram passando e então “Putz, não dá mais tempo de assistir nada. Vou trabalhar!”. Observação importante: Não vou nem citar Whatsapp.

É muito louco pensar que ficamos olhando e nos relacionando mais com “nada” do que com quem está bem na nossa frente (me fez lembrar do filme Her – Que inclusive é genial). Olha só essas fotos!

imagens-fortes-original

portraits-holding-devices-removed-eric-pickersgill-33 portraits-holding-devices-removed-eric-pickersgill-13 portraits-holding-devices-removed-eric-pickersgill-10 portraits-holding-devices-removed-eric-pickersgill-2 portraits-holding-devices-removed-eric-pickersgill-1

Desde então estou fazendo algumas metas tipo:

  • Só conferir redes sociais no loop infinito que mencionei no início desse post 2x por dia
  • Abolir o loop infinito da rotina antes de dormir (já falhei 2x nessa semana)
  • Sequer tocar no celular antes do café da manhã

São metas simples, vai! Vamos ser realistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s